MÃO E PUNHO FORAM TEMAS NO ORTOCURSO DE JULHO

Edição, realizada no sábado, 07, contou com participação especial do Dr. Carlos Henrique Fernandes, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Mão (SBCM).

Com a presença de especialistas na área de mão e punho, a SBOT-RJ realizou, em 7 de julho, a 4ª edição do OrtoCurso 2018. O preparatório para o TEOT ofereceu aos residentes de ortopedia uma programação focada em alguns dos principais temas do exame. Ainda foram oferecidos dois workshops: técnicas de sutura tendinosa e placa bloqueada rádio distal.

O ex-presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Mão (SBCM), Dr. Carlos Henrique Fernandes foi o convidado especial desta edição. Carioca de nascimento e paulista por adoção, Dr. Carlos – hoje atuando na Escola Paulista de Medicina – agradeceu o convite feito pela SBOT-RJ e comentou sobre a importância dessa atividade para os residentes. “Esse curso é fundamental e vejo como importantíssimo o papel da SBOT-RJ nesse processo de contribuição para a formação do residente”. Ele destacou a importância da área de mão e punho dentro da ortopedia. “É uma área que atende, em sua maior parte, pacientes oriundos de acidentes de trabalho. E nos últimos anos  temos percebido um aumento nos casos de LER, provável reflexo do uso contínuo de aparelhos celulares e afins”, disse.

Responsável pelo módulo mão e punho da Comissão de Ensino e Treinamento (CET) da SBOT-RJ, Drª Ana Cláudia Chu afirmou que a programação deste OrtoCurso do mês de julho buscou contemplar os principais assuntos abordados no TEOT. “Embora seja uma área bem ampla, buscamos sintetizar e oferecer aos residentes um apanhado dos principais temas que caem no exame”, declarou.

Na parte da manhã, turno dedicado aos residentes do terceiro ano (R3), os especialistas abordaram temas como doença de Dupuytren, deformidades congênitas, instabilidade carpal e classificação e tratamento da doença de Kienböck. À tarde, assuntos como anatomia da mão e punho, fratura e pseudartrose do escafoide, infecção na mão e tenossinovites do punho e mão foram os temas apresentados para os residentes do primeiro e segundo ano (R1 e R2).

Residente em ortopedia do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF/UFRJ) – Hospital do Fundão, Dr. Francisco Machado, que frequenta os OrtoCursos desde quando era R1, destacou os pontos positivos da atividade oferecida pela SBOT-RJ. “Temos contato com palestrantes muito experientes que abordamos pontos mais importantes dos mais diversos temas da ortopedia. Já as atividades práticas nos colocam em contato com os procedimentos mais adequados no momento, seja de materiais ou técnicas”. Dr. Francisco pretende se subespecializar em mão.

O vice-presidente da CET, Dr. Marcelo Ricardo, esteve ao longo do dia na SBOT-RJ e considerou o evento um  grande sucesso. Ele lembrou que o próximo OrtoCurso já tem data marcada. “Será realizado no dia 04 de agosto. Esse módulo será focado em Pé e Tornozelo e contará com quatro bancadas e dois workshops. O convidado especial dessa edição será o Dr. Rafael Trevisan Ortiz, do Instituto de Ortopedia e Traumatologia – HCFMUSP”, disse.