ENCONTRO REÚNE MAIS DE 200 ORTOPEDISTAS EM BRASÍLIA

Representando a SBOT-RJ estiveram os doutores José Paulo Gabbi e Alberto Daflon

Na última quarta-feira, 17, o plenário Ulisses Guimarães, no Congresso Nacional, em Brasília, foi palco para um encontro que reuniu cerca de 200 ortopedistas de todo país. A sessão solene oficial em homenagem ao Dia do Ortopedista – comemorado no dia 19 de setembro – foi articulado pelo deputado federal e ortopedista Dr. Luiz Antônio Teixeira Jr. Do encontro saiu uma carta com cinco requerimentos que será encaminhada ao Presidente da Câmara dos Deputados e ao Ministro da Saúde com propostas para melhorar a atividade profissional da categoria.

A reunião contou com a presença do Ministro da Saúde, Dr. Luiz Henrique Mandetta; presidente da SBOT, Dr. Moises Cohen; presidente da comissão de defesa profissional da AMB, Dr. Carlos Alfredo Jasmin; apoiadores do Instituto Brasil de Medicina (IBDM) e deputados que compõem a  Frente Parlamentar da Medicina. Representando a SBOT-RJ estiveram os doutores José Paulo Gabbi, ex-presidente da Regional e Alberto Daflon, presidente da Comissão de Valorização Profissional (CVP / SBOT-RJ).

O presidente da SBOT, Dr. Moises Cohen, destacou o empenho da Sociedade em articular ações que valorizem o ortopedista com título de especialista e o trabalho que vem sendo realizado junto à Cochrane para estabelecer consenso no tipo de tratamento das 100 patologias mais comuns na ortopedia. O objetivo é diminuir conflitos judiciais entre operadoras de saúde e profissionais médicos.

Para o Dr. Alberto Daflon, o encontro conseguiu chamar atenção dos parlamentares para a  categoria.”A ação da ortopedia é vasta. Uma especialidade que abrange desde pacientes na fase infantil, passando por população com doenças degenerativas e acidentados na área de trauma. Embora a área esteja bem consolidada nos grandes centros a especialidade ainda carece em certas regiões do país. Por isso considero importante esse tipo de encontro, pois contribui para mostrar a importância do trabalho que realizamos e os déficits  que precisam ser corrigidos para que o trabalho seja feito com excelência contribuindo assim para solução dos problemas de pacientes”, disse.

Dr. Daflon comentou ainda sobre a Frente Parlamentar da Saúde. “Ela está atuante. Como prova de sua atuação e vigilância foi a derrubada do projeto de lei levado ao plenário ainda essa semana por alguns deputados que extinguia a necessidade da prova Revalida para profissionais médicos estrangeiros. Se não fosse a ação da Frente Parlamentar da Saúde provavelmente esse projeto teria passado e as consequências para a categoria seriam desastrosas”, declarou.

Outro ortopedista que esteve  representando a SBOT-RJ foi o ex-presidente da Regional, Dr. José Paulo Gabbi, que comentou sobre a importância da presença Sociedade no cenário político brasileiro como forma de garantir representantes engajados com a classe médica. ” É muito importante é gratificante ver a que a Regional RJ mais uma vez está na vanguarda da Ortopedia Nacional , pois foi com suas ações e apoio que foi eleito o Dr Luiz Antônio Teixeira Jr que tem tido um desempenho fantástico em defesa de nós médicos e na FPM , temos que começar a planejar o apoio para as próximas eleições e novos representantes”, disse.

As demandas

As demandas que se encontram no requerimento encaminhado à Câmara dos Deputados e ao Ministro da Saúde: 1) a judicialização da Saúde; 2) a necessidade da atualização e modernização da Tabela SUS; 3) a importância da formação profissional e da valorização da residência médica; 4) o pleito de um assento para a SBOT na Câmara Técnica da Agência Nacional de Saúde (ANS) e 5) o fortalecimento do combate à corrupção no Brasil.